019-Site.png

Organização pessoal

Se você está precisando de algumas dicas para organizar a sua vida, este post pode te ajudar!

Olá! Tudo bem?

Nesses tempos difíceis que estamos passando, percebi que a organização de uma forma geral tem ganhado muita importância na vida das pessoas. Tem a galera que precisou adaptar um canto da casa para trabalhar remotamente, quem não teve dispensa para home office e continua saindo todos os dias, quem está desempregado… Enfim, muita gente tentando organizar a vida no meio do caos!

Daí que surgiu a ideia de falar um pouco sobre planejamento diário de uma rotina, apresentando dicas práticas e atitudes simples que qualquer pessoa pode começar a fazer para trazer um respiro a esse turbilhão de ansiedade que estamos vivendo. Confia em mim: uma vida organizada, traz mais calma.

Vamos começar definindo do que se trata. Quando digo “organização pessoal”, me refiro a termos em mente um plano geral de como as coisas devem acontecer com relação ao nosso trabalho, estudo, lazer, espiritualidade, bem-estar, relacionamentos interpessoais, alimentação, afazeres domésticos ou qualquer outra coisa que você deseje inserir aqui.

O importante é que tenhamos claro que planejar é uma atividade importante e que pode ser empregada para tudo, não só no trabalho ou em projetos corporativos. Se utilizarmos o planejamento como um aliado das funções do dia a dia, perceberemos que no final das contas teremos muito mais tempo livre para fazer aquelas coisas que sempre adiamos.

Então, vamos lá!


Anote tudo

Tire tudo da sua cabeça e coloque no papel (ou na tela se você for mais digital, rs). O importante é que nada fique de fora nesse momento. Todas as suas atividades devem ser inseridas em um mesmo lugar para que você tenha uma visão sistêmica da quantidade de coisas da qual é responsável.

Não se esqueça dos pequenos afazeres como colocar comida para o pet, arrumar a cama, lavar a louça, guardar a roupa, ligar para a mãe etc. Tudo o que toma o seu tempo rotineiramente deve ser contabilizado.


Agenda como aliada

Apesar de alguns métodos de organização não recomendarem a utilização da agenda para atividades que não sejam compromissos mais específicos, a deixamos aqui como exemplo de ferramenta que permite a visualização de sua divisão de tarefas de maneira simples e rápida. Eu a uso para tudo e tem dado certo para mim!

Se preferir, pode ser em plataformas de gerenciamento de projetos (como o Trello) ou mesmo em versão manual utilizando gabaritos personalizados para as suas necessidades, desde que tenham datas e horários para você preencher com o que desejar.


Gestão do tempo

Com tudo anotado, encaixe cada atividade em uma área da sua vida e escolha alguma diferenciação visual para elas (eu gosto de fazer com cores). Desta forma, você perceberá o quanto de tempo está dedicando a cada aspecto da sua vida e esse que é o pulo do gato!

Comece definindo os melhores períodos para realizar cada atividade e depois filtre ou adapte delimitando um horário exato para suas ações. Mas lembre-se que isso não é uma regra absoluta e sim o gabarito de uma rotina que lhe permita viver com mais segurança e assertividade.


Por exemplo, eu gosto de dividir meus dias em três grandes blocos: estudo, trabalho e lazer. Como sou autônoma, consigo equiparar o período de tempo que empreendo em todos eles, mas obviamente você o faria de acordo com a sua necessidade.
Dentro destes blocos, estabeleço metas diárias de forma que tudo fique interligado. Ou seja, para melhorar meu estudo preciso ter criatividade, para ter criatividade preciso ter lazer, para ter lazer preciso trabalhar e para trabalhar preciso ter estudo. Percebe o ciclo?!
Tirando essas horas cruciais que me proponho a realizar o que entendo por prioridades, distribuo as demais tarefas nos horários que sobram sempre respeitando a sua pertinência. Limpeza pela manhã para otimizar o tempo de preparo do almoço, atividade física à tarde quando estou com sono para me animar, meditação à noite para acalmar e por aí vai.

Um método

Você já deve ter ouvido falar do método pomodoro. Criado na década de 1980 e amplamente difundido, consiste em uma técnica de foco e descompressão, onde você faz uma determinada atividade por 25 minutos ininterruptamente e descansa por outros 5.

Ele pode ser aplicado em qualquer momento que demande mais do que meia hora de realização e auxilia na produtividade, porque mantém a pessoa determinada a cumprir os minutos de trabalho com atenção plena já que sabe que logo mais fará uma pausa para esticar as pernas, tomar um café, ir ao banheiro etc.

Deixamos aqui essa indicação, caso você nunca tenha praticado e não tenha tanta flexibilidade de tempo para montar blocos de tarefas como citei no meu exemplo. É ideal para quem geralmente trabalha em escritório administrativo e fica sentado o dia todo.

Coloque alarmes no seu celular, baixe um app na loja de seu sistema operacional ou mesmo utilize a extensão do Chrome para computador. O importante é tentar por um período de teste e analisar se foi bom para a sua realidade.


Se você gosta desse assunto e quer ver mais posts de organização pessoal por aqui, deixe um comentário e compartilhe a sua experiência conosco! Espero que tenha ajudado a tornar a sua rotina mais leve e acompanhe a Metodológica nas redes sociais para mais dicas. Até mais! 😉

Ro Gravina

Cofundadora da Metodológica, responsável pela área de empreendedorismo e inovação. Leitora analógica. Organizada, mas nem tanto. Sagitariana, pra quem curte essas paradas. Uma bibliotecária fora da biblioteca.

1 comentário

Isabel - 30 julho 2020

Ótimo texto Roberta!

Adicione o seu comentário

Posts Relacionados