Sétima Sala 45 | Relíquia macabra (O falcão maltês)

Olá, cinéfilo(a)! Bem-vindo(a) ao passado!!

Para muitos dos que frequentam estes lados, este é um lugar considerado como um antiquário no meio desta selva de informações perdidas. Lugar levemente esquecido, é verdade, não fosse pelo esbarro semanal, as vezes quinzenal, de um ou outro desavisado. Entre um trago e outro, esses deslocados sempre entregam um comentário, dica ou pista sobre uma história (normalmente antiga demais para ser lembrada por todo mundo) que dizem ter conhecido e gostado: negócio de cinéfilo marginal. A figura que testa a resistência dos ossos sob a fina e corrosiva chuva que castiga seu sobretudo é conhecida por Claudio Brites e neste momento puxa seu último cigarro da caixa Marlboro, denunciando um falso orgulho que, quando muito, servirá de álibi no julgamento que o condenará a um câncer no pulmão. Ao vomitar barulhento pigarro, nota minha existência, carrega sua arma e vem em minha direção, perguntando sobre um tal Bogart, tipo que naquelas bandas diz se passar por um detetive, contratado por um tal de John Huston e que está envolvido com certa relíquia macabra… um tal de falcão maltês (1941).

Ouça nossos comentários sobre os motivos pelos quais essa referência do cinema merece ser visitada, assista ao trailer e procure essa memorável obra!